quarta-feira, 2 de Setembro de 2009

>> INFORMAÇÕES SOBRE A ESCOLA BÁSICA ALBERTO VALENTE

De acordo com a deliberação saída da última Assembleia de Pais e Encarregados de Educação, no passado dia 31 de Agosto, foi enviado, hoje, à Câmara Municipal de Palmela, o seguinte fax:

"Exma. Sra. Vereadora

Na sequência da Assembleia de Pais dos alunos que irão frequentar a Escola Básica Alberto Valente, realizada no dia 31 de Agosto na escola sede do Agrupamento José Maria dos Santos, vimos por este meio apresentar a preocupação demonstrada pela generalidade dos pais no que respeita à abertura do ano lectivo.

 Apesar da compreensão demonstrada por um eventual incumprimento do prazo de conclusão da obra por parte da empresa construtora, é a Câmara Municipal e o Agrupamento que terão que dar resposta aos pais quanto a esta situação.

 Todos temos interesse em que a escola fique concluída em segurança e com qualidade, mas as famílias estão a contar com a abertura da escola no dia 15 de Setembro. Caso tal não aconteça haverá grandes dificuldades por parte de grande parte das mesmas em conseguir dar resposta a esse facto. As famílias que não têm um familiar ou pessoa/ instituição de confiança a quem possam  confiar os educandos, que não possam fazê-lo por questões económicas, sociais, de transporte ou de disponibilidade temporal vão ter um sério problema se esse cenário se concretizar.  Os ATL não terão capacidade física e de recursos humanos para acolher tantas crianças.

 A logística necessária para preparar uma solução é elevada e exige disponibilidade e agilidade. No entanto cabe à Câmara Municipal de Palmela e ao Agrupamento José Maria dos Santos apresentarem hipóteses de solução, caso a escola não venha a abrir na data prevista.

 Torna-se particularmente urgente informar os pais sobre esta matéria e, caso se justifique, estudarem-se hipóteses de solução em conjunto.

 Os pais estão interessados em colaborar mas terá que partir das entidades referidas a informação e apresentação dos cenários possíveis para assegurar uma solução provisória segura e estável.

 Com os melhores cumprimentos"

De imediato, recebemos um telefonema da própria Vereadora, dizendo que: " …neste momento lhe deram garantia que se está a trabalhar para que a escola possa estar funcional dia 15 de Setembro, embora com alguns pormenores por concluir." Foi dada também a garantia de que, caso houvesse alguma alteração informaria a Comissão com a maior brevidade. Para já não pensaram em nenhum cenário alternativo, pois consideram que é pouco provável que a escola não esteja operacional naquela data. Os técnicos (Obras) da Câmara têm estado a acompanhar a obra e, apesar de não haver garantia absoluta, tudo está encaminhado para isso.

Após a visita há Escola, faremos uma actualização destas ou de outras informações.

Sem comentários:

Enviar um comentário